1302 – BODOCADAS LETAIS

Publicado em: PARA COMPANHEIROS DE VIDA


Nos momentos preliminares de uma reunião doutrinária, agrupados oito com o objetivo de examinar as linhas mestras de um planejamento semestral, o assunto descambou para os níveis futricais de uma determinada instituição, considerada na área externa como de razoável capacidade … Leia Mais


1301 – DICIONÁRIO ALTERNATIVO

Publicado em: PARA COMPANHEIROS DE VIDA


Já dizia o notabilíssimo Fernando Pessoa, um apaixonado pelas causas portuguesas, tal e qual o psicólogo pernambucano e irmão amado Fernando Sardinha, sediado na Capital Federal, como eu do poeta também xará, que “quem não vê bem uma palavra não … Leia Mais


1300 – PARA UM MINISTRO DA EDUCAÇÃO NÃO-EDUCADOR

Publicado em: PARA COMPANHEIROS DE VIDA


Manuseando um livro da professora Guiomar Namo de Mello, ex-consultora do MEC há tempos pretéritos, deparei-me com a frase “o futuro, agora, pertence às sociedades que conseguirem se organizar para aprender”. O trabalho da Guiomar, Cidadania e Competitividade, poderia ser … Leia Mais


1292 – PARA OS NOVOS UNIVERSITÁRIOS

Publicado em: PARA COMPANHEIROS DE VIDA


Para os aprovados nos recentes exames vestibulares, a recomendação do poeta Fernando Pessoa, xará meu por ser também Fernando Antônio e por quem nutro uma admiração que vai adiante do apenas além mar: “Para vencer – material e imaterialmente – … Leia Mais


1297 – PARA EMPREENDEDORES DE MESMO

Publicado em: PARA COMPANHEIROS DE VIDA


Era uma vez um pardalzinho que odiava deslocar-se para outras plagas, todas as vezes que o inverno se aproximava. Por esse motivo, deixava sempre para última hora a ideia de abandonar seus teréns por uns tempos. Costumeiramente, despedia-se dos companheiros, … Leia Mais


1296 – PANGARÉS E FAROLAGENS

Publicado em: PARA COMPANHEIROS DE VIDA


De quando em vez, deparo-me com um atoleimado ser humano pela frente. Abilolado, como dizia minha vó Zefinha. Sem entender bulhufas de uma contemporaneidade cada vez mais dinâmica, destila besteiras por todos os poros, irracionaliza fatos do cotidiano mais simples, … Leia Mais


1294 – KARDEC EM DUAS VERTENTES

Publicado em: PARA COMPANHEIROS DE VIDA


1. Creio que poucos seguidores da Doutrina Espírita leram o explicitado no Evangelho segundo o espiritismo, capítulo VI, item 5, psicografado em 1860, em Paris. Transcrevo-o, na tradução do notável brasileiro J. Herculano Pires: “Venho, como outrora, entre os filhos … Leia Mais


1293 – GRANDEZAS E PENÚRIAS

Publicado em: PARA COMPANHEIROS DE VIDA


Na sociedade moderna, onde um individualismo perverso está asfixiando uma sadia individualidade cósmica, assusta demonstrar solidariedade, manifestar sensações fraternais, condoer-se com os menos favorecidos, ser ombro amigo. Melhor ser solidário à distância, sensibilizar-se com as crianças da Bósnia, horrorizar-se com … Leia Mais


1292 – ENCARANDO A SOLIDÃO

Publicado em: PARA COMPANHEIROS DE VIDA


Encontro-me com o Fredinho Lucas, hoje engenheiro tarimbado, colega de Marista da Av. Conde Boa Vista do Recife, curso científico, atleta de volibol, campeão dos Jogos Estudantis Pernambucanos, de épocas áureas. Recentemente desquitado, morando com um irmão mais novo, me … Leia Mais


1291 – PARA BOM ENTENDEDOR

Publicado em: PARA COMPANHEIROS DE VIDA


Numa cidade interiorana de pequeno porte, um circo de dimensões acanhadas debatia-se com uma receita cada vez mais diminuta. O mote para vender os duzentos e poucos ingressos de cada sessão tinha se exilado de muito, desacreditando a companhia e … Leia Mais