NPD 098. UM ESTUDO PRA LÁ DE MUITO CONSISTENTE


Uma das leituras que mais consolidaram minha crença na vida além terrestre, foi editada em 1937 pela FEB – Federação Espírita Brasileira, atualmente em 14ª. edição, ainda amplamente aplaudida pelas incontestáveis análises de uma personalidade que estudou minuciosamente a teoria das vidas sucessivas de cada um de nós, gregos ou troianos, sabendo elucidar a questão em bases científicas, demonstrando, através de experiências múltiplas, a imortalidade da alma, convergindo como poucos a Ciência e religião.
A Reencarnação, de Gabriel Delanne (1857- 1926), Brasília, FEB, 2020, 349 p., é o livro que consolidou em mim, militante sempre raso, embora estudioso releitor, o fenomenal balizamento de Allan Kardec: “Nascer, morrer, renascer e progredir sempre, tal é a lei.”
Um livro escrito por Delanne tornado público quando ele tinha 68 anos de idade, pouco tempo antes da sua desencarnação.
Na Introdução, Delanne apresenta no primeiro parágrafo uma oportuna reflexão de Pascal para principiantes, desistentes e pouco curiosos: “A imortalidade importa-nos de tal forma e tão profundamente nos toca que é preciso ter perdido todo o senso para ficar indiferente ao seu conhecimento.” E faz uma dedução amplamente indiscutível: “Para trazer novas luzes a assunto tão longamente controvertido, como a da existência da alma, é preciso abandonar, resolutamente, o terreno das estéreis discussões filosóficas, as quais, na maioria dos casos, chegam, apenas, a soluções contraditórias, e aportar o assunto pela observação e pela experiência.”
Gabriel Delanne foi o fundador da revista O Espiritismo e seu livro tem o seguinte sumário: Introdução; 1. Revista histórica sobre a teoria das vidas sucessivas; 2. As bases científicas da reencarnação. As propriedades do perispírito; 3. A alma animal. Exposição da unidade das leis da vida, em toda escalada orgânica; 4. A inteligência animal; 5. As faculdades supranormais nos animais e seu princípio individual; 6. A memória integral; 7. As experiências de renovação da memória; 8. A hereditariedade e as crianças prodígios; 9. Estudos sobre reminiscências; 10. As recordações de vidas anteriores; 11. Outros fatos que implicam lembranças de vidas anteriores; 12. Os casos de reencarnação anunciados antecipadamente; 13 Vista de conjunto dos argumentos que militam em favor da reencarnação; 14. Conclusão.
Capítulos que poderiam servir de lema para estudos de grupo nos Centros Espíritas do Brasil.