NPD 085. EM ÉPOCA DE COVID-19


Uma parábola judaica exemplifica muito oportunamente como se pode sair do atual bulício mundial. Servirá para os portadores de anéis e dedos que se encontram tonteados, sem saber por onde começar, muitos sendo influenciados por mentes incompetentes ou ferozmente oportunistas.
Mais ou menos é essa a versão:
Um homem de classe média, profissional liberal, remediado, temente a Deus mais por covardia que por princípio, saiu para uma caminhada na floresta e nela se perdeu. Vagueou horas sem fio, tentando encontrar a saida para erradicar o seu sufoco. Para onde ia, nada encontrava. De repente, deparou-se com um outro ser humano. E perguntou de bate-pronto:
– Você pode me mostrar o caminho de volta à cidade, pois tenho que receber uns aluguéis ainda hoje, depositando-os de imediato para render alguns porcentos?
A resposta do outro o intrigou:
– Também estou perdido. Mas podemos juntos ajudar um ao outro.
Diante do abismamento provocado, a conclusão recheada de muita esperança: – Vamos agir em conjunto. Cada um pode dizer ao outro os rumos que já tentou e que não deram certo. Certamente isto nos ajudará a encontrar o caminho correto.
Juntemos as nossas migalhas de esperança. Todos, sem qualquer distinção, desarmadamente. Vejamos os caminhos percorridos e que a ninguém já não mais satisfazem. E verifiquemos quais as forças que ainda nos restam, mormente as que fundeiam a dignidade planetária, para que possamos ingressar numa nova era sem humilhação de espécie alguma.
Sejamos ex-covardes, nunca omissos! Sempre fiéis à Criação!! Sem pantins, chorismos, afolosismos histéricos e fingimentos oportunistas e hipócritos!!
Saibamos ser fraternos, evitando o caos para todos. Sem as imbecilizações que asfixiam e comprometem as soluções emergenciais! Brasileiras, inclusive!!