NPD 051. TESTEMUNHOS VALIOSOS


Como soldado raso da Associação Espírita Casa dos Humildes, Recife, PE, que abriga permanentemente, como hospital, algumas senhoras da terceira idade, tenho lido bastante neste isolamento social causado pela COVID-19.
Recentemente, iniciei a leitura de um livro composto de cartas e escritos de Francisco Cândido Xavier, entre 1943 e 1964, onde o saudoso médium Chico Xavier apresenta a intimidade de suas lutas, em correspondência dirigida a Antônio Wantuil de Freitas, que presidiu a FEB – Federação Espírita Brasileira por 27 anos. Título do livro:
TESTEMUNHOS DE CHICO XAVIER
Suely Caldas Schubert
Brasília, FEB, 2020, 484 p.
Na Apresentação, a autora mineira, uma das fundadoras da Sociedade Espírita Joanna de ngelis, Juiz de Fora, atualmente diretora do Departamento de Assuntos da Mediunidade, revela:
“A verdadeira dimensão da figura humana de Chico Xavier surge assim por meio de suas cartas. Elas representam o sinete da autenticidade da vida de um dos maiores médiuns psicógrafos que o mundo conhece. … A sua vida é a mais lídima mensagem de amor e paz de nosso tempo. Sua obra se reveste de característica singular, pois fala não apenas por ele mesmo, mas também por Emmanuel, a nobre entidade que é o seu guia espiritual; por Bezerra de Menezes, que durante mais de meio século dirige sua mediunidade receitista; por Humberto de Campos e André Luiz; por centenas de poetas e muitos escritores, perfazendo um sem-número de autores para um único médium!
As 106 cartas que integram o livro trazem a público testemunhos silenciosos e desconhecidos que Chico Xavier travou em sua tarefa mediúnica e caritativa em prol do Espiritismo, bem como a resignação bendita de quem aceita as cruzes sob as quais comprometeu-se a viver. Sua obra psicográfica é eloquente lição de Doutrina Espírita. Contudo, seu maior livro é a sua vida, que ele escreve página a página com as tintas do próprio suor, com sofrimentos e lágrimas na jornada sacrificial a que se impôs.
Uma leitura que muito ampliará as esperanças por um mundo fraterno após a terrível pandemia que estamos combatendo.