facebook
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
TAREFAS DA CIDADANIA
 
Com a tragédia acontecida na escola russa, ampliando a indignação mundial por atos terroristas, a conjuntura histórica planetária está a exigir uma ampla revisão das relações inter e intranacionais. Torna-se inadiável uma mais acentuada participação dos que pensam sem subserviência, nem egolatrias e ânsias de poder, na busca de alternativas para a sobrevivência de todos, ainda que, no frigir dos ovos, cada um perca um pouco dos seus teréns. Com muita paz, seguramente.
No contexto planetário atual, os individualismos, sem erradicação das individualidades indispensáveis, devem ceder lugar a posturas mais solidárias, mais voltadas para a diminuição gritante das desigualdades sociais, na redução acelerada das discriminações raciais, geográficas e religiosas, incluindo aquelas que não matam, tampouco de imediato destroem, embora aniquilem dignidades e induzam os ódios e suas atrocidades.
 Acredito que somente através de uma educação amplamente cidadanizadora, estruturada a partir do trinômio saber-ser x saber-fazer x saber-conviver, alcançaremos um marco civilizatório mais elevado, onde as utopias não serão mais classificadas, pelos hedonistas, como superadas cavilações ou bobajadas esquerdeiras. Nesse trinômio, as responsabilidades deverão ser da lavra de professores, intelectuais, comunicadores, empresários, líderes religiosos e políticos dotados de visão antenada com os amanhãs. Cada setor dando conta de um conjunto de atividades denominadas genericamente de tarefas da cidadania.
Quais seriam as tarefas da cidadania mais prementes, que já estão se tornando tardias? A primeira delas é de natureza essencialmente governamental: o fortalecimento de uma política pública voltada para um vigoroso Primeiro Grau. Escolas bem construídas, nunca arremedos, merenda escolar de bom teor nutreico, bibliotecas de conteúdos técnicos e culturais e professores muito bem capacitados, dignamente remunerados, de horário integral, de contratos somente renovados periodicamente a partir de avaliações sistemáticas feitas por auditagens idôneas. E mais: ampla inserção da escola na comunidade, onde os filhos de diretores, docentes e administrativos de cada unidade integrassem seu corpo discente. E ainda manifestações culturais, favorecendo a interação de movimentos e artistas locais com o processo pedagógico, os cachês das apresentações sendo destinados a grupos e companhias cadastrados, tudo emulando novas iniciativas e talentos. E como educação e saúde são setores amplamente interdependentes, por que razão os DERES e DIRIS de cada estado brasileiro não possuem uma  mesma configuração geográfica, ensejamdo uma maior efetividade em  ações conjuntas? 
 A segunda vertente caberia à cada integrante da sociedade civil, nos seus diversos estamentos. Uma apatia generalizada tomou conta da sociedade brasileira, uma parte imaginando-se totalmente desiludida; outra percebendo-se enganada pelos que, antes defensores radicais, hoje comportam-se como os de antigamente; o restante, independente de nível social e escolaridade, num individualismo boçal, a imaginar-se em céus de brigadeiro, desapercebendo-se da sua lamentável  função, a de unicamente alavancar os situados no topo do vulcão financeiro.
Uma desmediocrização ampla, geral e irrestrita se faz necessária, muito embora alguns sinais já sejam sentidos, em manifestações que ratificam  uma sensação que se generaliza, a de que as coisas não podem continuar vexatórias como estão, com as especulações financeiras sobrepujando em muito os investimentos de risco.
 Um enxergar de todos ajudaria na construção de futuros mais condizentes com nossa condição de país gigante pela própria natureza. Enorme, nunca abestado, embora guiado, repetidas vezes, pelas mãos boazinhas dos que apenas desejam levar vantagem em tudo.  
 
 
 

Site criado com o sistema Easysite Acadêmico da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA