facebook
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
POR MAIS PROFISSIONALIDADE FUTURA
Quando das atividades por mim desenvolvidas Brasil afora, divulgando as linhas principais de um desenvolvimento profissional compatível com os novos e desafiadores tempos modernos, tenho recomendado muito fraternalmente, aos diversos níveis profissionais das instituições visitadas, uma consistente reflexão sobre uma experiência biológica denominada A Síndrome do Sapo Fervido, frequentemente levada a cabo na área biológica. Ela tem servido para despertar em todos uma inadiável Reengenharia Profissional Individualizada, oportuníssima num cenário nacional cada vez mais crítico, onde a criatividade vem se tornando fator indissociável da competência e do compromisso para com uma dinâmica profissional que objetive um casamento, o mais perfeito possível, entre retorno positivo dos investimentos aplicados e satisfação profissional auferida. A experiência biológica é a seguinte: um sapo é colocado num recipiente, com água da sua própria lagoa, ficando estático durante todo o tempo em que a água é aquecida até ferver. O sapo não reage ao aquecimento gradual da temperatura da água, morrendo quando a água principia a ferver. O sapo morre inchadinho e feliz.
 
Inúmeros profissionais, alguns até com boa folha de serviços prestados em tempos que já não mais voltam, lamentavelmente estão com um comportamento muito similar ao do Sapo Fervido. Não estão percebendo as mudanças que se estão processando velozmente, achando sempre que tudo está  bom, que a amizade com os “homens de cima” vai suprir suas deficiências de relacionamento ou relevar suas práticas de antigamente, suas principais muletas. E por não saberem "enxergar" que a era do paternalismo já cedeu vez a uma época de muita profissionalidade, terminam fazendo um estrago dos diabos em suas próprias carreiras, "morrendo" inchadinhos, teimando em esconder o lixo debaixo do tapete, não percebendo que “um pequeno buraco pode afundar um grande navio”. Ou buscando tapar ingenuamente o sol com a peneira, quando o mais oportuno seria “levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima”, assimilando pra valer o pensar da Cora Coralina, uma mulher arretadamente ótima e também poeta, que um dia escreveu que “a verdade não envelhece, o caminho não tem fim, a vida sempre se renova”.
 
Que procedimentos deveriam ser adotados para que uma Reengenharia Profissional Individualizada surtisse efeitos positivos, beneficiando profissionais e organização? Declino algumas posturas individuais que muito contribuiriam para a superação dos ibopes gerenciais negativos de inúmeros:  
 
a. Comece por pequenos gestos, mas comece, enfatizando a descoberta de novos caminhos, as eternas lamentações sendo apenas um mote para não enfrentar novos desafios;
b. Lembre-se sempre que o valor maior está no envolvimento pessoal, na capacitação, no relacionamento e na influência para fazer as coisas acontecerem;
c. Jamais se deixe iludir pela sensação de ser apenas uma agulha no palheiro;
d. Uma cabeça estratégica é bem melhor que uma mente saudosista, posto que “quem vive de passado é museu”;
e. Experimente dar o primeiro passo, nem que seja para participar acanhadamente das discussões de alguma palestra, ou ler algo sobre novas posturas comportamentais, semente de criatividade;
f. Evite “gastar todo o seu gás”, matutando como fazer sua ideia tornar-se concreta, cansando-se antes de dar o primeiro passo;
g. Observe com mais atenção o que está acontecendo no seu derredor, descobrindo as potencialidades ainda não detectadas.
 
As “dicas” acima, possuem embasamento teórico em “mandamentos sagrados” deixados pelos que experimentaram na própria pele os dissabores provocados por desagradáveis desatrelamentos, ficando para trás por negligência, desatenção, comodismo ou desprofissionalidade aguda. Refletir sobre cada um dos “mandamentos” abaixo, seguramente fortalecerá o interior profissional de cada um: 
1. O que nos faz sobreviver e nos manter interessados, como espécie humana, é o hábito de aprender;
2. O segredo para uma profissionalidade contemporânea é a percepção plena de que somos eternamente inconclusos;
3. Realizam mais coisas as pessoas que aprenderam a pensar regularmente;
4. O verdadeiro aprendizado é aquele consubstanciado numa voraz curiosidade, vivenciada nas oportunidades surgidas;
5. Sozinhos jamais lidaremos com a Vida e com o Mundo;
6. É sempre muito sensato pedir as graças de Deus, posto que ELE é inteligente e sabe infinitamente muito mais do que nós;
7. Uma autoestima deficiente somente favorece o surgimento de pernósticos e pusilânimes “ispecialistas”;
8. O sucesso é um conjunto integrado de várias coisas ao nosso alcance, todas elas abordadas de maneira correta, sem precipitações nem pirações;
9. A função de toda administração micro e macro é fazer com que todos sejam bem sucedidos;            
10. Difícil é reconhecer de pronto um arrogante, posto que ele não mostra esse tipo de comportamento para aqueles que são importantes para ele, principalmente os superiores hierárquicos.
 
Finalmente, para não torrar miolos, alguns princípios pessoais ajudam a refletir melhor sobre procedimentos profissionais, num dia-a-dia cada vez mais desafiador:
a. Manter sempre uma atitude crítica;
b. Entender em definitivo que só aprende quem tem dúvidas;
c. Desconfiar positivamente dos seus atos e princípios, para contínuas ultrapassagens;
d. Estar seguro de que quanto mais preparado, mais claras são as ideias;
e. Buscar aprender com outras pessoas, comprovando possuir inteligência e capacidade de assimilação;
f. Perceber que só os desinformados e tolos caem no conto da varinha mágica;
g. Desconfiar, mas desconfiar mesmo, dos donos da verdade, dos que se imaginam saber tudo, descobridores de receitas infalíveis;
h. E jamais esquecer que uma das melhores formas de aprender é errar.
 
No mais, é continuar seguindo adiante, injetando sempre anticorpos nos estilos pessoais de aprender, desaprender, reaprender e apreender. E como o volume dos conhecimentos está duplicando a cada meia década, profissional é aquele que aprende a desaprender com facilidade, para aprender um pouco mais, usando sua intuição criadora para promover o crescimento da organização, das pessoas que nela trabalham e de si próprio, o seu melhor amigo, logo abaixo do Criador.
 
(Publicado em 24.04.2017 no site do Jornal da Besta Fubana e no site www.fernandogoncalves.pro.br)
Fernando Antônio Gonçalves
 

Site criado com o sistema Easysite Acadêmico da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA