facebook
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
DICAS DO SR. BROWNE
O físico Carl Sagan, já eternizado, costumava dizer que “em algum lugar, alguma coisa incrível está esperando para ser descoberta”. Sagan tinha plena consciência do significado de um provérbio assírio: “Não há vergonha em não saber. A vergonha está em não descobrir”.  Que eu apenas faria, no dito assírio, uma pequena alteração: “A vergonha está em não querer descobrir”. Sempre de acordo com o pensar do francês André Gide: “Você nunca vai cruzar o oceano se não tiver coragem de perder a costa de vista”.
 
As reflexões acima, extraídas do livro 365 Dias Extraordinários – O livro de preceitos do Sr. Browne, de R. J. Palácios, RJ, Intrínseca, 2014, eu muito gostaria de enviar para gente de minha mais alta consideração, embora recheada de bobajadas trocentas, apesar da escolaridade, contas bancárias, carro do ano, casa bonita e nenhuma estante, compradores de eletrônicos últimos modelos fabricados, alienados politicamente. Instrumentos úteis para os sectários ideológicos de todos os matizes, moralistas e puritanos, religiosos e agnósticos sem saber os porquês, envelhecendo com uma sensação de inutilidade crescente, na medida em que a criatividade não mais é refletida em novas formas de pensar diferente dos ontens e anteontens.
 
Diante da impossibilidade de presentear todos, sensibilizando alguns que se imaginavam “sócios” de Deus, “sósias” do Altíssimo ou ovelhas pouco críticas de rebanhos nunca efetivamente religiosos, sem uma mínima leitura reflexológica sobre as profundas alterações acontecidas no mundo planetário, onde UM BILHÃO de seres humanos ainda passam fome diariamente, vítimas de poderes imperialistas que apenas desejam enxergar o hoje, escolhi algumas preceitos do Sr. Browne, encarecendo aos despertados uma leitura completa do livro, refletindo diariamente sobre as dicas nele contidas:
- “Seja a mudança que você quer ver no mundo”(Mahatma Gandhi); “Aquele que conhece os outros é inteligente, mas aquele que conhece a si mesmo é iluminado” (Lao Tzu); “A risada é um raio de sol; expulsa o inverno do rosto do homem” (Victor Hugo); “A maior glória da vida não está em jamais cair, mas em se levantar a cada queda” (Nelson Mandela); “No fim dos jogos, peões e reis voltam para a mesma caixa” (Provérbio italiano); “Para ter olhos bonitos, tente ver o melhor nas pessoas; para ter lábios bonitos, diga apenas palavras gentis; e, para ter equilíbrio, ande com a certeza de que nunca está sozinho” (Audrey Hepburn); “A injustiça em qualquer lugar é uma ameaça à justiça em todos os lugares” (Martin Luther King Jr.); “As melhores e mais lindas coisas do mundo não podem ser vistas nem tocadas. Elas devem ser sentidas com o coração” (Helen Keller).
 
Para minha gente amada, todo cuidado é pouco, nesta época de fingimentos, com as falsas crenças da época. Ler com criticidade ainda é a melhor vacina contra a má enxergância.
 
(Publicado no Jornal do Commercio, Recife, Pernambuco, 22.11.2014)
Fernando Antônio Gonçalves
 

Site criado com o sistema Easysite Acadêmico da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA