facebook
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Apresentação
FERNANDO ANTÔNIO GONÇALVES
 
Norte-riograndense de parição, é pernambucano de coração, nordestinamente apaixonado e acima de tudo muito  brasileiro.  Ex-aluno marista, é graduado em Economia pela Universidade Católica de Pernambuco e pós-graduado em Educação pela PUC-RJ, onde acelerou sua  transitividade crítica, para melhor compreender as engrenagens e o funcionamento das máquinas de fazer pobreza.
 
Com Dom Hélder Câmara, presidiu a Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Olinda e Recife, aprendendo com o Dom que "até um relógio parado tem razão duas vezes ao dia" e que pouco adianta “ter corpo de cadillac se a alma é de jeep”.
 
Foi Secretário Estadual de Educação e Cultura de Pernambuco e é pesquisador aposentado da Fundação Joaquim Nabuco, hoje integrando o seu Conselho Diretor. Também integra o Conselho Diretor da Fundação Gilberto Freyre. É sócio benemérito do Clube Carnavalesco Misto Vassourinhas e nutre intenso desejo de ladrilhar uma rua bem bonita para seus amores, ex-amores, amigos e parentes. 
 
Também é aposentado da Universidade de Pernambuco (Faculdade de Ciências da Administração), hoje integrando seu Conselho Universitário, também sendo da UPE Professor Emérito. Atualmente ainda atua como consultor de empresas na área de desenvolvimento profissional, sendo articulista semanal do Jornal da Besta Fubana (www.luizberto.com), coordenado pelo escritor Luiz Berto, autor nacionalmente premiado, palmarense (PE) quatro costados.
 
Foi também Diretor-Presidente da FUNDARPE – Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco, em 1999; presidente da RUMO 21 – Cooperativa de Serviços Profissionais Especializados, em Recife, 1998; presidente do Conselho Municipal de Cultura da Cidade do Recife, 1997/1999; presidente da Academia Recifense de Letras, 1998/1999; presidente do Conselho Consultivo do Instituto de Administração & Tecnologia - ADM&TEC, da Universidade de Pernambuco, 1994/1998 e 2003/2004; Membro Efetivo do Seminário de Tropicologia da Fundação Joaquim Nabuco, 1997; presidente do Conselho Estadual de Cultura de Pernambuco, 1993/1995. E presidiu o Conselho Estadual de Educação de Pernambuco no período 2010-2014.
 
É Cidadão Recifense, por proposta do então vereador André Campos. E também Cidadão Pernambucano, por iniciativa do então deputado estadual Djalma Paes.
 
Avô incondicional de netos que são fachos de luz da sua  trajetória existencial, tem ao seu lado uma mulher extraordinária chamada Rejane, razão maior da sua felicidade conjugal.
 
Autor de alguns trabalhos, deles sempre recebeu boas referências: Silvino e Eu – Fatos e Pitacos, Contados e Vivenciados, Recife, Bagaço, 1999; Capibaribe e as pontes: dos ontens bravios aos futuros já chegados, Recife, Comunigraf, 1997; Aprendiz de Tudo - textos de crônicas, Recife, Instituto de Administração & Tecnologia - ADM&TEC, 1995; Estatística Aplicada às Ciências Humanas, Recife, Universidade Federal de Pernambuco, 1985. (em parceria); Estatística Descritiva - Uma Introdução, São Paulo, Editora Atlas, 1977; Introdução à Estatística - Estatística Descritiva, São Paulo, Editora Atlas, 1974; Técnicas de Estatística Aplicada às Ciências Sociais - Estatística Descritiva, Universidade Católica de Pernambuco, Recife - PE, 1969; Nível de Vida do Trabalhador Rural da Zona da Mata do Estado de Pernambuco, Recife, Fundação Joaquim Nabuco, Recife – PE, 1964.
 
Possui alguns prêmios e condecorações que muito dignificam a sua cidadania brasileira: Cidadão de Pernambuco, concedido pela Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco, 1998 (diploma a ser entregue no primeiro semestre de 2001); Cidadão da Cidade do Recife, concedido pela Câmara de Vereadores da Cidade do Recife, 1995 (Resolução nº 1949, de 27 de junho de 1995, com Diploma entregue, em sessão solene, em 22 de março de 1996); Prêmio Amigo da Polícia, outorgado pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco, através da Diretoria de Polícia Civil, pela Portaria Gabinete nº 1966, de 08 de outubro de 2001; Medalha do Mérito Nilo Coelho, pelos relevantes serviços prestados à causa da Administração Pública, concedida pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, através da Resolução 012/99, de 28 de julho de 1999, publicada no Diário Oficial do Estado em 26 de agosto de 1999; Ordem do Mérito dos Guararapes, Grau de Grande Oficial, concedida pelo Governo do Estado de Pernambuco, Decreto OMG, de 6 de março de 1991; Medalha Pernambucana do Mérito Policial Militar, Ato do Governador do Estado de Pernambuco nº 759, de 12 de março de 1991; Medalha de Amigo da Marinha, concedida pelo Comando do Terceiro Distrito Naval, sediado em Natal, dezembro de 1990; Diploma de Profissional de Recursos Humanos do Ano de 1990, concedido, uma única vez a cada ano, pela ABRH - Associação Brasileira de Recursos Humanos, São Paulo, outubro de 1990; Troféu Instituto Euvaldo Lodi - 25 Anos, conferido pelo Conselho Regional do Instituto Euvaldo Lodi, Núcleo Regional de Pernambuco, setembro de 1994; Medalha Pe. Manuel da Nóbrega, concedida pelo Colégio Nóbrega, Recife-PE, quando das comemorações dos 75 anos de sua fundação, novembro de 1992; Medalha Comemorativa do Jubileu de Prata da Fundação do Ensino Superior de Pernambuco, outorgada pela presidência da FESP, em 25 de novembro de 1990; Medalha do Educador, concedida pela Prefeitura da Cidade do Recife, através do Decreto Municipal nº 15.274, de 26 de outubro de 1990; Medalha Jubileu de Prata, concedida pela Universidade Católica de Pernambuco, dezembro de 1976.
 
Nascido em 1943, pretende comemorar seu centenário com a presença de todos os amigos, para conferir a legalidade da certidão de nascimento.  
 

Site criado com o sistema Easysite Acadêmico da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA